Quando eu morava em Brasília e trabalhava numa seção com mais de 40 pessoas, os ânimos eram sempre muito acirrados: muito trabalho, muito barulho, muitos egos e, principalmente, muitos egoísmos, nós tínhamos uma frase que repetíamos sempre, em especial por conta das muitas discussões infrutíferas que ocorriam cotidianamente. Dizíamos sempre: “apelou, perdeu!”.

Pois é. Acho que foi o que aconteceu com os vegetarianos alemães. Tudo bem que a campanha atingiu o objetivo, que foi chamar atenção para a causa, mas acho que há soluções menos contundentes e talvez até mais efetivas. Os caras colocaram um anúncio de um restaurante chamado Filmé. Esse tal serviria, supostamente, um cardápio Wari, nome de uma tribo amazonense, com o costume tradicional de cometer canibalismo contra os adversários quando os venciam.

Leiam a matéria da folha on line:

http://www1.folha.uol.com.br/mundo/792768-restaurante-canibal-que-causou-mal-estar-na-alemanha-era-campanha-pro-vegetarianismo.shtml

Não sei, não. Mas para mim, entra na categoria dos sem-noção. Especialmente depois daquele causo do canibal alemão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.