Arruda disse que, se for solto, não voltará ao governo do Distrito Federal por lhe faltarem condições emocionais. É muito engraçado. Será que ele acha que teria condições morais, de governabilidade, de estabilidade ou outra qualquer para continuar o mandato até o final? A única coisa que lamento é que o escândalo tenha sido descoberto tão perto do final do mandato dele.

E se essa história toda não enterrar de vez a velha política clientelista e cartorial em Brasília, é melhor fechar aquele boteco.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.