O maior país católico do mundo, com uma população de mais de 100 milhões de seguidores da religião apostólica romana, terá no dia 13 de outubro, uma efeméride a ser eternamente relembrada. A freira baiana Irmã Dulce será canonizada. Não será a primeira santa, mas sem dúvida, uma das mais conhecidas.

Talvez tenha tido mais fama que os outros por estar viva na época da sociedade do espetáculo. De toda sorte, leio n’O Globo, na coluna da Miriam Leitão, que a comitiva oficial de aviões da FAB conta com a notável ausência do governador da Bahia e do prefeito de Salvador.

O presidente, também, embora se diga católico, deixará de comparecer, deixando a delegação por conta do vice Mourão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.