Estarrecido com a situação sanitária versus a insanidade do mandatário. A ignorância e a ausência de consciência do coletivo são escandalosas. Nos jornais, vemos pessoas se aglomerando, fazendo festas, protestando contra o uso de máscaras, contra as medidas de confinamento e, pior, anti-vacina. Fico pensando no passado. No início da década de 1990, estávamos mandando sondas e satélites ao espaço profundo, fazendo experiências com clonagem e com células tronco, havia um respeito pelas pessoas que detinham conhecimento e eram cientistas, independentemente da visão política.

Carl Sagan já havia escrito um livro no qual implora pelo incentivo à ciência, como forma de combate ao obscurantismo, já naquela época, galopante, mas acho que ninguém imaginava que, em pleno século XXI, estaríamos lutando para explicar que vacinas salvam vidas e que o planeta Terra é um globo, não um disco.

Este último assunto é um dos que mais me assombra atualmente. Não consigo imaginar como alguém pode ainda acreditar no terraplanismo e dizer que é um plano conspiracionista da Nasa. Galileu Galilei, ainda no séc. XV, com um tubo e duas lentes, já tinha olhado para o céu e percebido que todos os corpos celestes eram esferoides, não havendo razão para a terra ser diferente. As terras americanas ainda não tinham sido invadidas e saqueadas pelos europeus, e os humanos já sabiam que a terra era um globo.

Assim, chegamos à terceira década do século XXI lutando com o obscurantismo já previsto por Sagan.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.