Eu passei o dia vendo notícias sobre o tapa que um ator negro de sucesso, Will Smith, deu na cara de outro ator negro, Chris Rock, na entrega do mais celebrado e irrelevante prêmio da indústria cinematográfica. Opiniões dos mais diversos calibres, proferidas pelas mais diferentes celebridades e não celebridades.

Eu continuo achando que a indústria cinematográfica estadunidense é muito ruim. Filmes propagandísticos, dramas muito WPP (probleminha de gente branca) e pequeno-burgueses, quando partem para alguma coisa mais fora do eixo garoto-encontra-garota-com-beijo-no-meio-e-casamento-no-fim ou daquele roteiro explode-corre-explode-atira-persegue-carro, fatalmente caem numa rasura e numa mesmice incríveis. E olha que eu sou muito fã de filmes de investigação, mas nem mesmo estes roliúde vence.

Pois bem, essa digressão foi só pra dizer que eu não perco meu tempo vendo nada desses filmes e muito menos assistindo à entrega da premiação, que continuo achando irrelevante para a minha vida.

Contudo este ano, tivemos esse incidente grave, no qual se questionou o comportamento de dois homens negros, um deles porque emitiu uma piada de extremo mau gosto relacionada a uma condição de saúde da esposa do outro. Chris Rock teria tentado tirar um sarro da Jada, esposa de Will Smith, que perdeu os cabelos por conta de alopécia. Para quem não sabe, esta é uma condição autoimune relacionada a estresse, cujo sintoma mais aparente e grave é a perda de cabelos.

Will aparentemente riu da piada até perceber que a esposa tinha ficado totalmente constrangida pelo comentário. Então, subiu ao palco e, no que parece ter sido uma atitude limite depois de um ranço antigo, atingiu o apresentador e se indignou, tendo dito depois para que ele tirasse o nome da esposa da boca.

Este é o fato.

Nos desdobramentos vistos nas redes sociais que mais freqüento, twitter e instagram, as mais diametralmente opostas reações. Um grande número de mulheres negras achou muito bem feito, outras expressaram uma repulsa, porque não precisam de quem as defenda. Outras pessoas que não sofrem agressões contínuas, nem são alvo de piada o tempo todo, acharam que a bofetada foi um exagero deselegante. Ainda houve quem concordou plenamente, colocando-se no lugar de Smith.

Uma das questões levantadas por quem questiona tudo é o fato de serem dois homens negros, numa festa predominantemente branca, protagonizando uma cena de violência física. Na verdade, é um demérito grande, mas quem consegue ficar inativo quando o amor da vida dele é ofendida diante de câmeras cujo alcance é quase mundial? Se num primeiro momento, Will também ri da piada, quando percebe o incômodo de Jada, se condói, levanta-se e parte para a defesa/ataque. Muitos que não estavam envolvidos nem na cena, nem na história de ambos, dizem que a atitude elegante é sair e deixar o apresentador falando sozinho, mas me pergunto: será que diante da situação posta para eles, seria essa atitude “elegante” a reposta?

Me veio à mente agora a cusparada que o deputado Jean Wyllys deu na cara do néscio ocupante da cadeira do Planalto quando da votação do impedimento da presidenta Dilma. Quanta gente disse que era uma deselegância. Todavia, ao ver o filme “Entre os Homens de Bem”, documentário essencial para a compreensão do fato, vemos um deputado abertamente gay atravessando um mandato em que seus colegas parecem ter 11 anos de idade, nas provocações, na homofobia e na tentativa de silenciá-lo. Percebemos que a cusparada é a reação à gota d’água representada pela manifestação daquele deputado, elogiando um torturador grotesco. Não sei se Will também teve o sangue fervido pela gota d’água da piada sem graça, porque há notícias de rancores antigos entre os dois atores.

4 respostas

  1. May I simply say what a relief to uncover somebody that really understands what theyre discussing over the internet. You certainly know how to bring a problem to light and make it important. More and more people really need to check this out and understand this side of the story. I was surprised that youre not more popular because you certainly have the gift.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.