Já estou em Cuzco desde ontem, mas ainda faltou mencionar alguns detalhes sobre Lima.

Eu sempre achei que o nome era em função da fruta. Ledo e ivo engano. Parece que o nome vem do rio Rimac, cuja tradução é “aquele que fala”, e o Pizzarro, o tal espanhol que deu a maior sorte no séc. XVI por ter encontrado o império Inca dividido e enfraquecido, não conseguiu compreender corretamente a pronúncia e chamou-o de Lima.

Mas o fato que mais me chamou a atenção, já do avião, é que, de fato, as casas não têem telhado. É só a laje mesmo. Lá em Lima não chove NUNCA! Já pensou? Do tanto que eu detesto chuva! Fiquei fortemente tentado a morar aqui. Claro que isso é só uma fantasia, porque apesar de não chuver jamais, os limenhos raramente vêem o céu azul. Há uma névoa cotidiana. O céu é de um cinza claro, como se sempre houvesse um grande ciclorama envolvendo a cidade. E ainda que fizesse sol, a praia é muito estranha, de areia vulcânica (adoro essa palavra) e, por isso, negra.

O transporte coletivo lá também é uma história! Ônibus velhos, do tipo jardineira transitam pela cidade, mas pelo que o guia disse, isso não resolve nada. O trânsito é caótico e a frota é muito velha.

Mas nada disso dissolveu a primeira impressão que tive de Miraflores. O bairro é charmosíssimo e faz lembrar um tempo que já não mais existe no Brasil. Fomos a pé do hotel até o Larco Mar, uma espécie de shopping center no final da Av. José Larco, com diversos restaurantes com vista para o Pacífico. Muito bonito, muito charmoso, e com limenhos transitando o tempo todo.

Por fim, vou ficar devendo a publicação dessas fotos para quando voltarmos para o Brasil porque o esperto do Nelson trouxe a máquina fotográfica, mas se esqueceu do cabo de conexão para o notebook.

Dívida saldada: descobri um comerciozinho próximo ao hotel que transfere as fotos do cartão de memória para o pendrive. Foi possível, então, baixar algumas fotos para este computador do qual vos falo.

post 09_16_09

Amanhã, Cuzco!

0 resposta

  1. Se o nome Lima foi pq o cara não entendeu direito a pronúncia, não vou nem perguntar qual a verdaira origem de Cuzco!!!! hihihi

  2. Cris, Adoro o jeito que você escreve. Muito bom!!! Aproveite bastante a viagem e depois, nos conte tudo!!
    BJs

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.