|

LITERATURA

O presente está cada dia mais difícil de suportar. Hoje é sexta-feira, 5 de junho de 2020. Sexta-feira é o dia que nós, povo de santo, consagramos a Oxalá/Lembarenganga, senhor do branco e deus da paz. Oxalá é o velho sábio, o rei dos reis que atingiu esse posto pela vida longeva, sabedoria na condução dos assuntos do povo, bondade e justiça. A ele, dedicamos um dia de silêncio, por ele, neste dia, não vertemos ejé.

Porém, comecei o dia com uma matéria de Anderson França a respeito do assassinato do menino Miguel Otávio pelo racismo estrutural ainda remanescente nesta terra. Miguel Otávio tinha 5 anos, era filho de Mirtes, empregada doméstica da assassina Sari Gaspar Corte Real, legítima representante da elite estúpida.

Não vou falar mais.

Hoje estou de luto.

Para que esse grito, essa luta, esse clamor entre na consciência de vocês, escutem, leiam Anderson França:

link

Uma resposta

  1. Meus sentimentos… compartilho do mesmo sentimento. Que Oxalá, conforte os corações atingidos por essa e outras crueldades.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

plugins premium WordPress