Ninguém está livre de um deslize léxico ou ortográfico, mas os jornalistas, por terem a língua como instrumento de trabalho, deveriam cuidar mais da propriedade e correção.

Olha só o que foi publicado na página do G1:

No local há, atualmente, cerca de 90 homens, com idades entre 24 e 48 anos, vivendo sob lâmpadas penduradas, fios soltos, mal cheiro e mofo. Não há médico de plantão. Do lado de fora, muito lixo acumulado no pátio, como móveis velhos e restos de colchão.

http://g1.globo.com/Noticias/Rio/0,,MUL1503286-5606,00-DEFENSORIA+PUBLICA+NOTIFICA+ABRIGO+SEM+CHUVEIROS+E+COM+CAMAS+PRECARIAS.html

Mal cheiro? O que é isso? Na dúvida, vá pelo antônimo. O de mal é bem e o de mau é bom. Assim, se a coisa cheira mal, então, se perfumada, cheira bem. Mas o contrário de mau cheiro é, sem dúvidas, bom cheiro.

0 resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.