Meu amigo Marcelo me mandou o e-mail abaixo, que concordo plenamente e por isso reproduzo:

QUER SER PRIMEIRO MUNDO?ENTÃO COMECE AGORA MUDANDO ESSA CABEÇA TUPINIQUIM E DEIXE DE QUERER LEVAR VANTAGEM EM TUDO.


” Tá ” reclamando do Wellington Salgado? do Sarney? do Collor? Do Renan? do Palocci? do Jucá? do Lula? do Kassab? Brasileiro reclama com que moral?

O brasileiro é assim:

Estaciona nas calçadas, muitas vezes debaixo de placas proibitivas.

Suborna ou tenta subornar quando é pego cometendo infração.

Troca voto por qualquer coisa: areia, cimento, tijolo, dentadura.

Trafega pela direita nos acostamentos num congestionamento.

Para em filas duplas, triplas em frente às escolas.

Sempre procura furar fila.

Faz gato ” de luz, de água e de tv a cabo.

Registra imóveis no cartório num valor abaixo do comprado para pagar menos impostos.

Compra recibo para abater na declaração do imposto de
renda para pagar menos imposto.

Muda a cor da pele para ingressar na universidade através
do sistema de cotas.

Quando viaja a serviço pela empresa, se o almoço custou 10
pede nota fiscal de 20.

Estaciona em vagas para deficientes.

Adultera o velocímetro do carro para vendê-lo como se
fosse pouco rodado.

Compra produtos pirata com a plena consciência de que são
pirata.

Falsifica carteira de estudante para pagar meia entrada.

Emplaca o carro fora do seu domicílio para pagar menos IPVA.

Quando volta do exterior, nunca diz a verdade quando o
fiscal aduaneiro pergunta o que traz na bagagem.

Entre vários outros….

E quer que os políticos sejam honestos…

Escandaliza-se com a farra das passagens aéreas…

Esses políticos que aí estão saíram do meio desse mesmo povo ou não?
Brasileiro reclama de quê, afinal?

“Fala-se tanto da necessidade deixar um planeta melhor para os
nossos filhos e esquece-se da urgência de deixarmos filhos melhores
(educados, honestos, dignos, éticos, responsáveis) para o nosso
planeta…
A mudança deve começar em nossas atitudes…Vamos dar o exemplo!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.