Somos parte da terra, somos terra, por mais que hoje nos aglomeremos em cidades e tenhamos perdido o contato com a lida rural, o ser humano é parte da natureza e não dono e senhor dela, como os equivocados da tradição judaico-cristã acreditam.

Para nos alimentar, pessoas trabalham de sol a sol. A lida na roça não conhece semana inglesa, porque plantas e animais não obedecem a ciclos semanais artificiais. Estão mais na linha de fases da lua, momentos de transição marcados por proximidade ou afastamento do sol na trajetória do planeta em torno da nossa estrela central.

Há um arcabouço legislativo destinado a amparar o trabalhador rural, mas a realidade do campo ainda é de semiescravidão, embora já tenha melhorado um bocado.

A data nacional conhecida por Dia do Agricultor foi instituída pelo Decreto de Lei nº 48.630, sancionado por Juscelino Kubitscheck em 27/7/1960, como forma de homenagear o centenário do Ministério da Agricultura. Àquela época, o Brasil ainda era eminentemente rural, e a população dos grotões sofria com privações medievais, enquanto o Sudeste e algumas capitais já estavam no séc. XX. A cidade em que minha mãe nasceu, por exemplo, distante apenas 100 Km da capital goiana, ainda não tinha luz elétrica continuamente, ainda era um gerador de eletricidade a diesel.

Hoje a situação é invertida. A industrialização da segunda metade do séc. XX trouxe muita gente do campo para as periferias da cidade, apenas para mudar o eixo da escravidão moderna.

Mas o Dia do Agricultor deveria ser um dia de celebração, porque é por causa dele que, em tese, comemos.

Mas comemos?

De acordo com o IBGE notícias, a previsão, em maio deste ano, era para mais um recorde de produção. Confiram-se os dados no site: https://agenciadenoticias.ibge.gov.br/agencia-noticias/2012-agencia-de-noticias/noticias/30723-estimativa-de-abril-preve-safra-recorde-de-264-5-milhoes-de-toneladas-para-2021.

Não obstante, estamos voltando para o mapa da fome. As notícias de que, no Mato Grosso do Sul, pessoas fazem fila para doação de ossos para alimentar suas famílias é degradante, num País que é uma potência agrícola.

O Ministério da Agricultura virou um preposto do agronegócio, pressionando a liberação de pesticidas perigosos, banidos em outros países. O financiamento da agricultura familiar, outrora importante fornecedor para mercados urbanos, praticamente acabou.

De fato, o agronegócio está feliz com este governo, porque a política cambial favorece as exportações e esses produtores rurais em escala industrial estão cada vez mais ricos, enquanto grande parte da população está passando fome.

E como se não bastasse tudo o que esses alucinados fizeram de desmanche de políticas mais favoráveis ao povo, a Secretaria de Comunicação do governo faz um post no Twitter em que, em vez de enxada, colheita, plantações, ou mesmo um trator, vemos a silhueta de um sujeito carregando uma espingarda. É tão estarrecedor!

Eu me recuso a reproduzir essa imagem execrável e vou colocar uma foto do tempo do Presidente Lula: Ele, com folhas de couve na mão, um boné do MST e uma família de agricultores com seus produtos, num dia de sol, céu azul e uma plantação atrás.

Agricultura é isso, não a pistolagem incentivada pelo atual Governo Federal.

12 respostas

  1. Hello there! Would you mind if I share your blog with my facebook group? There’s a lot of people that I think would really appreciate your content. Please let me know. Thank you

  2. Write more, thats all I have to say. Literally, it seems as though you relied on the video to make your point. You obviously know what youre talking about, why waste your intelligence on just posting videos to your blog when you could be giving us something enlightening to read?

  3. you’re in point of fact a just right webmaster. The website loading pace is incredible. It seems that you are doing any distinctive trick. In addition, The contents are masterpiece. you have done a wonderful activity in this matter!

  4. Thank you, I’ve recently been searching for information about this topic for ages and yours is the best I have discovered so far. But, what about the bottom line? Are you sure about the source?

  5. Unquestionably believe that which you stated. Your favorite justification seemed to be on the internet the simplest thing to be aware of. I say to you, I certainly get irked while people think about worries that they just don’t know about. You managed to hit the nail upon the top and defined out the whole thing without having side-effects , people could take a signal. Will likely be back to get more. Thanks

  6. I’d have to examine with you here. Which isn’t something I usually do! I take pleasure in reading a put up that may make people think. Additionally, thanks for allowing me to comment!

  7. whoah this blog is wonderful i really like reading your articles. Keep up the great paintings! You realize, a lot of people are hunting round for this info, you could help them greatly.

  8. whoah this blog is wonderful i really like reading your articles. Keep up the great paintings! You realize, a lot of people are hunting round for this info, you could help them greatly.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.